Confira dez curiosidades sobre o planeta Terra

Publicado em 27/07/2015

Há sempre alguma nova descoberta sobre os elementos naturais do planeta em que vivemos, o que torna concepções anteriores obsoletas. Conheça algumas informações que irão fazer você mudar a maneira como vê o mundo!

Confira dez curiosidades sobre o planeta Terra

 

 

Desde as mais antigas civilizações, o homem procura descobrir tudo o que há para saber sobre a Terra. Várias teorias foram criadas e refutadas durante os anos para explicar os fenômenos naturais, como a de que o nosso planeta era plano e o centro do universo. Hoje os cientistas sabem muito mais, mas nem todas as informações chegam aos ouvidos de todos ou, quando chegam, são passadas de maneira incorreta. Confira dez concepções erradas sobre o nosso planeta.

 

 

O Monte Everest não está crescendo, ele se move para os lados

Everest é a montanha mais alta da Terra acima do nível do mar. Giorgio Poretti, professor da Universidade de Trieste, descobriu em 1995 que o Monte Everest não está, na verdade, crescendo. O que acontece é que a precisão dos instrumentos de medição de altura aumentou com a passagem dos anos. Em vez disso, Poretti disse que a colisão continental em curso entre a Índia e a Ásia está, na verdade, movendo a montanha do Everest para o nordeste a uma velocidade de 42 milímetros por ano.

© Depositphotos.com / muha04Monte Everest.

 

A maior montanha do mundo se chama Mauna Kea

O Everest não é a maior montanha do planeta, como muitos pensam. Na realidade, a maior montanha do mundo fica no Havaí e se chama Mauna Kea (“Montanha Branca”, em tradução livre). A confusão acontece porque a maior parte deste vulcão extinto está submerso, sendo que dos 10.203 metros totais, 5.998 metros ficam abaixo da superfície e 4.205 metros acima.

Mauna Loa.

 

Tornados são invisíveis

Todo mundo corre para um abrigo quando vê um tornado. Mas como é que podemos vê-lo se o ar é invisível? Tecnicamente falando, o que vemos é, na verdade, uma nuvem condensada, feita de gotas de água, além de sujeira e detritos. A forma do tornado dentro do funil de ar em movimento, na realidade, é invisível.

wikipediaTornado.

 

Nuvens pesam toneladas

Quando olhamos para o céu e vemos as nuvens brancas flutuando, nós tendemos a achar que elas não têm peso, são apenas um tipo de névoa. Porém, uma nuvem cumulus, feita de gotas de água, pesa, em média, 500 toneladas. Ela só consegue flutuar porque a atmosfera em volta é muito mais pesada que ela.

© Depositphotos.com / yellow2jNuvens.

 

O Planeta Terra tem tornados magnéticos

Os cientistas sabem há muito tempo que os campos magnéticos da Terra e do Sol estão conectados. Isto é o que produz as auroras. O que eles não sabiam até a descoberta de que o campo magnético de Mercúrio forma tornados de 800 km, foi que a ligação é tão turbulenta. Mas não há motivos para preocupação. Apesar de tornados magnéticos acontecerem na Terra a cada oito minutos, a nossa atmosfera é grossa o suficiente para nos proteger da radiação mortal.

kevinmgill Planeta Terra.

 

Pedras são habitadas

Existem criaturas capazes de sobreviver em situações extremas. Uma delas são os endolitos, seres que moram dentro de pedras e rochas, nos poros entre grãos minerais ou nas fissuras presentes nos exoesqueletos de animais. Eles já foram encontrados a mais de 3 quilômetros abaixo da superfície da Terra. Acredita-se que essas criaturas se alimentam de enxofre, potássio e ferro.

© Depositphotos.com /Pedras.

 

A Suíça sobe e desce 25 centímetros todos os dias

Medições muito precisas mostraram que a Suíça sobe e desce cerca de 25 centímetros em uma maré de terra diariamente. Isso acontece porque o Sol e a Lua conseguem afetar a terra da mesma maneira que o oceano.

© Depositphotos.com / olgyshaSuiça.

 

Ciclones dançam

Sakuhei Fujiwhara foi um meteorologista japonês que descobriu que quando dois ciclones chegam perto o suficiente um do outro, eles orbitam – ou “dançam” – em volta de um centro comum. Este efeito Fujiwhara só acontece se eles são igualmente fortes. Caso contrário, o ciclone maior vai absorver o menor.


wikipedia Ciclone Catarina.

 

Terremotos gigantes acontecem lentamente

Os terremotos acontecem quando rochas se movem em falhas. A linha da falha pode ser apenas local – caso em que a agitação também irá ser local – ou pode ser ao longo de uma grande fronteira entre duas placas tectônicas.

Cientistas descobriram que em uma grande falha, terremotos muito leves acontecem frequentemente, mas eventualmente eles vão ganhando força à medida que a energia entre as placas tectônicas vai aumentando. Esse processo acontece até o momento do grande tremor de terra.

ReutersTerremoto na China.

 

A próxima erupção de um supervulcão provavelmente não acontecerá durante as civilizações humanas

Estudos recentes têm mostrado que grande parte do magma armazenado sob nossos pés não está na forma apropriada para erupção. Nunca houve uma erupção de um supervulcão registrado na história, de modo que ninguém sabe realmente quais sinais procurar. Os vulcões normalmente entram em erupção inesperadamente, portanto o mistério continuará, porém, é improvável que o homem presencie tal acontecimento.

AFPVulcão Rokatenda

Fonte: Pensamento Verde


Categorias: Notícias

Comentários

 

 

Mais Notícias

Página 1 de 90